Mudança

E aí pessoal!

Desde o último post eu e o Vinicius fomos escolhidos por 2 locadores, escolhemos um lugar, assinamos os contratos, pegamos as chaves, fomos na IKEA comprar móveis e coisas pra casa, nos mudamos e eu comecei a trabalhar!

Eu estava pensando em fazer um post “como gastar $2000 num dia no IKEA” ou algo assim, porque o dia do IKEA foi uma batalha épica! Eu e o Vinicius pegamos as chaves do apartamento na 6ª feira de noite (dia 12/set), ficamos discutindo o layout de onde colocar os móveis e no sábado de manhã fomos pro IKEA comprar *toda* a mobília da casa!! Doideira.

Ficamos lá o dia inteiro, compramos sofá, minha cama, mesinha, mesa de jantar, cadeiras, um armário, panelas, pratos, copos, talheres, roupa de cama, cobertor, travesseiro, almofadas, toalha, latas de lixo, cabides, luminárias e talvez um monte de outras coisas!

Uma coisa bizarra daqui dos EUA é que as salas e quartos não têm lâmpadas no teto! Daí a gente precisa comprar luminárias ou colocar um prego no teto e comprar lâmpadas que ficam penduradas.

Na 5ª feira os móveis chegaram, mas eles vêm desmontados, daí a gente está montando aos poucos, haha! Só não consegui fazer os pés da minha cama encaixarem direito! Acho que comprei os pés errados =_=

Hahah, montar os móveis sempre me lembra do IKEA chair fail:

ikea chair fail

Felizmente acho que estamos montando nossos móveis certo! (exceto pela minha cama =P)

Algumas fotos da sala daqui, antes e depois:

sala vaziasala cheia 1 sala cheia 2

O apartamento é bem espaçoso, tem uma lareira a gás, super closet, tem máquinas de lavar e secar roupa e até máquina de lavar louça, haha!

Aqui eu moro na frente da Van Ness Avenue, uma avenida meio central aqui em SF, e é perto de Japantown, da ópera de SF, da Polk Street onde tem vários barezinhos.

Apesar de ser em frente à uma avenida, não é barulhento porque estamos no 4º andar (mas tem elevador!) e as janelas são duplas, o que bloqueia quase todo o som de fora.

O lugar era o número 2 da lista das nossas aplicações! Só não era o primeiro porque estava atrás de um lugar que estava super-barato, o que é bem raro aqui em São Francisco.

Mas enfim, estou bem contente com meu novo apartamento! Venham me visitar! =D

Comecei a trabalhar na última 2ª feira e conheci minha turma de novos funcionários. O pessoal é bem bacana e estou curtindo bastante esse começo, apesar de ter palestras demais sobre como funciona o Facebook, haha! É um pouco cansativo mas bem interessante.

Minhas próximas 5 semanas serão nesse programa de treinamento dos novos engenheiros de software, e depois vou escolher alguma equipe pra começar a trabalhar em coisas mais reais. O trabalho nesse treinamento, que a gente chama de Bootcamp, também é real, mas mexe com algumas coisas menores no sistema inteiro.

Quem sabe na próxima eu conto um pouco mais!

Abraços!

Anúncios

Procurando apê em SF

Fala galerinha!

Cheguei em São Francisco! =D

Mas pra chegar até aqui foi um mar de frios na barriga: nos últimos dias antes de viajar bateu aquela insegurança por ter vindo sem lugar acertado pra morar, antes de ir pro aeroporto tranquei a chave dentro do carro, na viagem deu um medo de ter esquecido algum documento ou do visto ainda não estar válido e eu ser deportado, depois que cheguei achei que talvez não conseguisse entrar na casa do Vinicius por alguma razão.

Mas deu tudo certo! Acho que eu estava ficando meio noiado.

Cheguei aqui no domingo passado, dia 31/agosto e começo a trabalhar dia 15/setembro. Vim com essa janela de 2 semanas pra procurar, visitar casas/apartamentos e fechar alguma coisa.

Até lá estou morando no apê do Vinicius, que foi aluno da USP São Carlos e está trabalhando no FB como engenheiro de software há quase 2 anos. Convenci ele a procurar casa comigo e ele provavelmente vai virar meu roommate em breve! =D

Minha última semana se resumiu a ficar dando F5 nas páginas do Craigslist e Padmapper:

Craigslist Padmapper

É impressionante como sempre surgem novas ofertas de aluguéis e também quão disputado é conseguir alguma coisa. Não é à toa que os preços em imóveis aqui em São Francisco são tão inflacionados, a procura é muito forte!

A cada 15 minutos surgem uns 4 anúncios novos de aluguéis em São Francisco, mas normalmente só obtenho respostas se eu entro em contato com o locador em menos de uma hora que ele criou a oferta de aluguel. Li num blog um cara que criou um anúncio falso de aluguel e em um dia recebeu mais de 200 emails!! Waat!

Durante a semana fiquei enviando emails freneticamente para os anúncios interessantes assim que eles apareciam (era até meio triste e desmotivante, principalmente porque estava difícil receber respostas de volta, daí eu fiquei meio deprê no começo da semana hahaha), e no final de semana passei os dias quase inteiros fora de casa com o Vini, correndo de um lugar pro outro pra conhecer os apartamentos (essa parte foi cansativa pacas mas foi muito legal =D — exceto pelo começo do sábado que acordamos tarde, nos atrasamos logo na primeira visita, não conseguimos entrar pra ver, e logo depois vimos uma casa feia e velha no meio de um bairro bizarríssimo).

Enfim, meu status da semana foi o seguinte: mandei uns 25 emails, 12 responderam, liguei pra 2 corretores, visitei 12 lugares (alguns eu fui sem entrar em contato, uns.. 4 deles), gostei de 6, mandei aplicações para 4 apartamentos.

Não precisei agendar algumas visitas porque os lugares estavam em Open House, que é uma prática bem comum aqui: o pessoal deixa a casa de portas abertas pra quem quiser entrar, olhar e possivelmente aplicar pra alugar o lugar. Os locadores recebem várias aplicações e escolhem o locatário baseado no histórico de crédito (pagar as contas em dia, não ficar no negativo no cartão de crédito, essas coisas), na renda, por referências dos locadores anteriores e, bom, afinidade com o candidato.

Eu e o Vini já rankeamos os 4 lugares em ordem de preferência e estamos esperando sair os vereditos dos locadores! =D

Fotenhas de dois dos lugares que vimos (acabei não tirando fotos, então só tem essas dos anúncios):

van ness haight

Fiquei muito contente de ter visitado muitos apartamentos bons e já estar na boca de fechar algum contrato. Claro que há o risco de não sermos aceitos em alguns apês, mas acho que com 4 opções, com um bom salário e com o Vini já trabalhando há 2 anos aqui, estou seguro que vai dar certo pra pelo menos um!

Com isso eu ganhei uma semana de férias em São Francisco antes de começar a trabalhar! Yay!

Talvez eu comente sobre os 4 apartamentos num próximo post. Ou só mostro onde eu vou morar quando sair o resultado, haha!

Veremos! Até a próxima!

Lerdeza matinal

Outro dia acordei atrasado, me vesti às pressas, fui ao banheiro.
Eu percebi que tinha colocado a camiseta do lado contrário, e fiquei um tempo pensando em como eu conseguia ler o que estava na camiseta se ela estava invertida.
Olhei pro espelho, e fiquei um tempo parado naquela lerdeza matinal.
Não entendi nada.
Voltei pro quarto e, enquanto pegava minhas coisas e colocava a camiseta do lado certo, tive aquele estalo atrasado: eu estava me olhando no espelho, dã!
No caminho de sair de casa, passei pelo banheiro, observei meu reflexo e desta vez as letras na camiseta estavam invertidas.
Ufa, pude continuar meu dia tranquilo.

Quadribol

International Quidditch Association logo

Bola na trave não altera o placar
Bola na área sem ninguém pra cabecear
Bola no aro pra fazer um gol
Quem não sonhou em ser um jogador de quadribol?
(famosa música de quadribol)

Há algumas semanas conheci o Sam, um cara que trabalha na Google, e ele me convidou (eu e meus companheiros de apartamento também) a jogar quadribol num final de semana.

Achamos muito divertido e topamos jogar!

Fomos ao Rengstorff Park em Mountain View e encontramos Sam e seu time, o Silicon Valley Skrewts.

Depois de apresentações e do aquecimento, foi hora de aprender as regras do jogo. O jogo é baseado no quadribol dos livros de Harry Potter, e parece um misto de rugby com queimada, com uma vassoura entre as pernas!

Há quatro posições pra jogar: artilheiro, goleiro, batedor e apanhador. Tem 3 tipos de bolas: goles, balaços e o pomo de ouro. Jogam duas equipes com 7 pessoas cada uma.

Os artilheiros usam as goles pra correr no campo e fazer gol nos aros; os goleiros são como artilheiros mas não podem ser batidos quando estão na área do gol; os batedores acertam todos os outros jogadores com os balaços, e um jogador abatido tem que voltar pro seu aro pra continuar a jogar; e o apanhador corre atrás do pomo de ouro, que é um cara (que não pertence a nenhum dos dois times) vestido de amarelo com um rabo, haha!

Quando algum dos apanhadores captura o rabo do pomo de ouro, o jogo acaba.

O jogo é muito engraçado, bem diferente e difícil pra caramba! Eu corri à beça até ficar sem fôlego e é muito difícil prestar atenção a tudo que está acontecendo em volta!!

Olha eu na foto:

Quadribol

Ah sim! Como eu acabei adiando a publicação desse post, tem novidade!

Os Silicon Valley Skrewts, o time com quem jogamos, participaram de um campeonato regional de quadribol (o Western Cup) e eles ganharam, se qualificando pra 6ª copa mundial de quadribol, que vai ter gente daqui dos EUA, da Austrália, França, Canadá e México e vai acontecer na Flórida, numa cidade pertinho de Orlando.

Go Silicon Valley Skrewts!

Ano novo à la Gangnam Style

Passei essa virada de ano em São Francisco, assistindo ao espetáculo de fogos de artifício da cidade.

Os efeitos pirotécnicos eram de impressionar! Tinha uns fogos diferentes e bem legais.

Também foi divertido porque o espetáculo era acompanhado por música e uma delas foi (claro!) Gangnam Style.

Levei minha câmera e gravei esse momento épico:

http://www.youtube.com/watch?v=15HmMahHTO8

Call me maybe também é sensação e igualmente marcou presença no reveillon daqui.

Além dos fogos, no caminho de ida acabei topando com vários dos estagiários do Facebook que começaram a trabalhar ontem comigo.

Na volta também encontrei mais gente, dessa vez dois irmãos brasileiros que trabalham no Google e seus pais, que estavam (talvez ainda estejam, na verdade) visitando a cidade.

Foi bem divertido! Mas foi meu primeiro ano novo fora de casa..

Sad panda

Faz um tempinho

Caracas, que blog desatualizado esse!

Faz meses que ninguém escreve nele, que vergonha! Esse cara não tem respeito com seus leitores queridos??

Ops, é o meu blog! Simbora dizer algumas coisas que fiz nesse meio tempo (não necessariamente nessa ordem):

Nas férias de Natal e ano novo (férias de 2 semanas, curtinhas) fui pra terrinha-natal, reviver o calor brasileiro, reencontrar a família, mostrar as fotos, reencontrar os amigos, mostrar as fotos, reencontrar o Cruzeiro do Sul, mas pra ele não mostrei as fotos, não!

Arranquei dois dentes do ciso que restavam na minha boca; entrevistei um computeiro ex-Unicampineiro, duplo diplomado na Polytechnique, para um trabalho daqui da Centrale Lyon, a Enquête-Découverte, em que devemos entrevistar dois engenheiros para descobrir sobre suas carreiras, seus percursos, e aprender um pouco do que podemos fazer quando sairmos da universidade; ganhei e dei presentes no Natal, comi bem, tomei guaraná, joguei videogame com meus primos e minha irmã, assisti novela hahaha!

Em seguida voltei pra Lyon e opa, concentração para as provas finais que se aproximavam. Estas ocorreram em Janeiro e foram momentos de pura adrenalina, os de estudo! Organizei uma aula de computação para os brasileiros, e combinei com o Lasanha, que ensinou gestão. Nem tudo foi um sucesso, e fracassei em economia geral, disciplina que engloba ensinamentos sobre microeconomia, finanças, economia do trabalho, economia da saúde, política econômica, teoria dos jogos… Ufa, chega né?

Lá pelo fim de março fui esquiar pela última vez nesta temporada, na estação Courchevel. A neve não estava super-boa, mas foi bem divertido!

Aprendi a cantar uma música em chinês, e me apresentei na festa do Ano Novo Chinês, que o Club Chine organizou! A música se chama Amor (爱) e é bem clássica entre os chineses, e pelo que entendi a banda se chama 小虎队, que quer dizer Os pequenos tigres. A música é acompanhada de uma “dança com as mãos”, uma coreografia de gestos, que eu também aprendi! Não foi fácil, ainda mais que tive pouco tempo pra decorar tudo, e apesar de eu ter errado um bocadinho na hora, os chineses ficaram contentes e disseram que eu cantei bem! Hehe! Aqui um vídeo da banda cantando essa música: http://www.youtube.com/watch?v=_KCRK-e-458

Recebi a visita de uma japonesa que conheci em Bordeaux, a Ayumi. Ela veio passar umas semaninhas de férias na Europa, e no dia que ela saiu de Lyon para ir para Marseille ocorreu o terremoto no nordeste do Japão. Graças a Deus não aconteceu nada com a família nem com os amigos dela.

Fiz tartiflette, um prato típico da região de Savoie, que tem batatas, bacon, cebola e queijo reblochon. Ficou bom! =) Essa não é a foto do tartiflette que eu fiz, porque o meu esquecemos de fotografar e quando lembramos não restava mais nada! Nessa foto está quase tão bonito quanto o que eu fiz, hahaha!

Quase fui pro Marrocos, mas havia uma tensão devido a uns movimentos pela democracia, e preferi não ir. Alguns amigos partiram de qualquer forma e felizmente não houveram problemas com nenhum deles.

Acabei indo pra Paris, conheci uma torrezinha simpática que parecia um A e piscava de noite, subi num arquinho que estava por lá, tirei foto do quadro de uma tal de Mona, achei umas pirâmides de vidro, inclusive uma invertida!

Participei do Weekend BDS (Bureau Des Sports, ou clube dos esportes), e fomos para Ardèche, bonita região que abriga um rio onde fizemos caiaque, e uns rochedos onde pratiquei via ferrata, uma escalada facilitada, mas que dava um medão! Em síntese, nas pedras haviam degraus de ferro fixados, onde podíamos nos segurar.

Comprei um piano elétrico, um Korg Concert C-25, do Fred, um veterano brasileiro que partiu para fazer seu estágio em Paris. Estou relembrando aos poucos como toca, hehe!

Eu também estudei bastante nesse meio-tempo!

Mexi com uma câmera infravermelho e descobri que o silício é transparente à radiação infravermelha, assim como não dá para medir a temperatura das coisas diretamente com a câmera, pois a emitância varia com o tipo de material, e isso é determinante pra observação que obtemos na câmera. Daí, pra medir a temperatura de cada material é preciso ajustar os parâmetros pra sua emitância.

Fiz um programa pra sintetizar um ‘a’! Eu e minha dupla, uma francesa chamada Lucie, gravamos nossas (belas) vozes dizendo ‘a’, e depois analisamos a função de onda gerada. Vimos que se tratava de um sinal periódico, então modelamos uma função semelhante à onda da voz da Lucie e voilà! Bastou mandar o computador dar um play e ouvir o resultado, que infelizmente não foi muito bom: o som parecia muito mais um beep do que um ‘a’. Hahaha!

Mas há várias outras novas! Fui pra Espanha, dei uma passeada por Barcelona, Lloret de Mar (uma cidadezinha litorânea há uma hora de Barcelona), Bilbao, Madrid; acabei de voltar de um jogo da Liga Mundial de Vôlei, Itália contra França; comprei uma câmera DSLR, fiz umas fotos bacanas, uns startrails

Aguardem, caros leitores! (mas não terão que aguardar tanto, esperemos!!)

Esqui

Esse último domingo, juntei coragem e fui esquiar!!

O Club Piston (o clube de esqui da École) organiza saídas todos os finais de semana para estações de esqui, durante o inverno (e um pouco mais, na verdade). Afinal, já que Lyon está na região de Rhône-Alpes, devemos aproveitar dos alpes franceses! =)

A saída de domingo era para a estação de esqui Les Arcs, que fica em Bourg-Saint-Maurice, uma cidadezinha há um pouco menos de 3 horas de Lyon, de carro.

Fui com o Lasanha (que tinha esquiado 2 vezes nos EUA), o Moisés (que na verdade foi fazer snowboard), e um alemão, o Stefan (que mandava muito bem no esqui).

Antes da saída, assisti a uns vídeos de tutorial no YouTube, hahaha! Mas afinal, eu era um completo zero à esquerda em esqui, não sabia nem encaixar a bota no esqui, ou como segurar os bastões, ou mesmo o que vestir embaixo do blusão e da calça impermeáveis. =P

Chegando na hora, claro que não era tudo tão fácil quanto olhar o vídeo, mas após alguns períodos de inabilidade completa, eu comecei a pegar o jeito e, com umas dicas do Stefan, eu logo estava me virando, andando mais ou menos, e caindo bastante. xD

Na hora do almoço, subimos a 2600m do chão para ir em um restaurante supimpa, mas o problema vinha depois: tínhamos que descer tudo aquilo! Hahaha!

Como eu e o Lasanha estávamos sempre atrasados, depois de comermos nos separamos em dois grupos: nós dois, e o Moisés e o Stefan, e combinamos de nos encontrar só na saída.

Eu e o Lasanha sofremos um pouco com umas pistas meio difíceis, e nos perdemos um pouco, mas conseguimos sobreviver!

Logo eu consegui pegar bem o jeito, e já estava andando bem! Deu pra ir bem rápido, descer umas descidas um pouco difíceis, e capotar bonito! Huhauha!

Mas foi muito bacana, gostei muitíssimo mesmo! O tempo estava bonito, o céu, azul, e a paisagem era incrível! =D

No fim uma neblina muito forte começou a invadir as pistas, e por sorte estávamos indo em direção à saída, aí logo que chegamos já paramos, voltamos para o ônibus e ficamos esperando todos aparecerem para irmos embora.

E depois de um dia bem cansativo, dormi a viagem de volta inteirinha! xD

Abraços e até a próxima, caros leitores!